Íris Selvagem de Louise Glück

Este livro, a íris selvagem por Louise Gluck, eu peguei na biblioteca porque estava na estante de destaque onde eles deixam uma seleção de livros. Peguei sem conhecer a autora e sem saber que ela era uma ganhadora do Prêmio Nobel. Depois de duas leituras gostei muito, embora para realmente gostar acho que deveria dar mais um pouco.

A edição e o autor (Louise Glück)

Edição bilíngue, sempre apreciada, da Coleção Poetry Viewer Collection Poetry Viewer da editora visualizador de livros, mas sinto falta de que tenha notas. Com tradução de Andrés Catalán.

Ler

Gênese de Guido Tonelli

Gênese de Guido Tonelli. a formação do universo

É uma explicação atualizada para 2021 de todo o conhecimento sobre como o Universo foi formado.

O autor nos guia por tudo o que sabemos sobre a formação do nosso universo. Separando-o em 7 capítulos, 7 etapas com marcos importantes na formação do universo que correspondem aos 7 dias da formação do Universo da religião cristã. Embora os capítulos não correspondam a cada dia, o texto faz uma separação.

Ler

A história mais linda do mundo

Resenha sobre a história mais bonita do mundo

A história mais linda do mundo. Os Segredos de Nossas Origens de Hubert Reeves, Joël de Rosnay, Yves Coppens e Dominique Simonnet. com tradução de Óscar Luis Molina.

Como dizem na sinopse, é a história mais bonita do mundo porque é nossa.

O formato

O formato do "ensaio" eu adorei. Está dividido em três partes, compostas por 3 entrevistas da jornalista Dominique Simonnet com um especialista em cada área.

A primeira parte é uma entrevista com o astrofísico Hubert Reeves desde o início do universo até o surgimento da vida na Terra.

Na segunda parte, o biólogo Joël de Rosnay é entrevistado desde o surgimento da vida na Terra até o surgimento dos primeiros ancestrais dos humanos.

Ler

Comanche de Jesus Maeso de la Torre

Admito que sou um grande admirador do western, adoro. Comanche é o vencedor do Prêmio Spartacus de Melhor Romance Histórico de 2019 e é altamente recomendado.

É um romance, com fatos ficcionais, é claro, e isso está longe de ser o tom de Cavalo Louco e Custer que é um ensaio relatando os fatos de uma forma confiável.

Aqui, a história é circunscrita em eventos reais. As missões, as batalhas, etc, etc são reais. As vidas dos personagens principais são claramente ficção.

Está localizado na Nova Espanha nas últimas décadas do século XNUMX, quando o Império Espanhol controlava o México e o que mais tarde se tornariam os Estados Unidos da América.

Nunca quando falamos sobre O Oeste, contamos a época da colonização espanhola, antes que cheguem as famosas caravanas de colonos que vemos nos filmes. Não sabia que os espanhóis estivessem lá, abrindo caminho, colonizando também o que viria a ser os Estados Unidos da América, desde o século XIV.

Ler

Cosmopolitan Ethics por Adela Cortina

Uma aposta pela sanidade em tempos de pandemia.

Eu disse que não ia ler mais nenhum livro ou ensaio no contexto da pandemia. Após a decepção de Pandemia de Zizek, Eu tirei em Pandemocracia Inneraridade e eu já havia enchido minha dose de ensaios sobre pandemia.

Aí cheguei à biblioteca e vi o volume Ethics cosmopolita e eu da Adela Cortina li tudo que encontro. Sempre interessante. No blog deixei a crítica de Para que é realmente boa a ética? e tenho pendente seu livro mais conhecido Aporophobia, a rejeição dos pobres.

Ler

O conde de Monte Cristo

Resumo, resenha e notas de O Conde de Monte Cristo, de Alexandre Dumas

O Conde de Monte Cristo de Alexandre Dumas (pai) É o romance que mais li. É a quinta vez em 30 anos e cada vez me deixa com um sabor diferente na boca, com o qual percebo como estou mudando e como minha personalidade e meu modo de pensar estão mudando.

É uma edição de 1968, herança de família. Sempre li este volume, o das fotos, desde pequeno, e além da história adoro ler esta edição particular que me faz lembrar todas as vezes que o li. Isto é Edições Rodegar com tradução de Javier Costa Clavell e capa de Barrera Soligro

Situado no século 1815, o romance começa em XNUMX. Se você não conhece, é a história de uma vingança. A VINGANÇA. Um dos grandes clássicos da literatura mundial.

Ler

O monte Mediterrâneo. Um guia para naturalistas

O monte Mediterrâneo. Um guia para naturalistas

Livro de divulgação de Julián Simón López-Villalta de la Editorial Tundra. Uma pequena maravilha que me fez mudar minha visão em muitos pontos.

No livro, ele analisa todos os ecologia da floresta mediterrânea. Percorrendo a história do Mediterrâneo, seus habitats e biodiversidade onde nos conta sobre árvores, arbustos, ervas, carnívoros, granívoros, herbívoros, polinizadores, parasitóides, insetívoros, decompositores, necrófagos.

Uma seção dedicada à sobrevivência (secas, incêndios, geadas, etc.) e outra às relações entre as espécies (predadores e presas, parasitas, competição, mutualismo e simbiose e comensais e inquilinos)

Como você pode ver, é uma visão completa das espécies vegetais e animais e as relações entre eles e o habitat onde vivem. Tudo perfeitamente explicado e integrado, dando uma visão geral de como funciona o ecossistema, porque é tão especial e porque contém tanta biodiversidade.

Ler

Art Matters de Neil Gaiman

A arte é importante porque a imaginação pode mudar o mundo

A arte é importante. Porque a imaginação pode mudar o mundo.

É sobre textos escritos por Neil Gaiman ao longo dos anos e ilustrados por Chris Ridell para este volume. Vi o livro na biblioteca e não hesitei em pegá-lo. Eu já conheço Neil Gaiman por CoralinePor O livro do cemitério e muitas outras coisas que tenho na lista, mas que ainda não li (American Gods, João pestana, Stardust, Seu mitos nórdicos, etc). Chris Ridell eu não conhecia. A tradução é da responsabilidade de Montserrat Meneses Vilar.

Sempre gosto de ler outros gêneros de autores que me interessam, principalmente quando são ensaios, palestras e opiniões que eles têm sobre a vida e a literatura.

Ler

V de Vingança de Alan Moore e David Lloyd

V de Vingança de Alan Moore e David LLoyd

Pesquisando no site da biblioteca da minha cidade encontrei V de Vingança de Alan Moore e David Lloyd. Eu ouvi falar dessa história em quadrinhos como uma obra de culto e realmente queria lê-la.

Obviamente, há muito mais informações do que no filme e tudo faz sentido. Aqui descobrimos de onde V vem com sua máscara de Guy Fawkes, sua capa e seu chapéu. Entendemos melhor o contexto e por que a vingança ocorre.

Ler

Clepsidras e relógios muçulmanos de Antonio Fernández-Puertas

É um monografia sobre ampulhetas, relógios muçulmanos e outras relojoarias escrito por Antonio Fernández-Puertas, professor de História da Arte Muçulmana na Universidade de Granada. Pertence ao Corpo Facultativo Superior de Museus e foi diretor do Museu Nacional de Arte Hispano-Muçulmana da Alhambra.

Não é uma leitura para todos, mas se você quiser entrar neste mundo de relógios de água, autômatos, horologias, etc. você vai adorar. Além de descrever um grande número de gadgets e nos dizer onde e quando foram referenciados, entramos no Império Bizantino para ver um pouco de seu esplendor e as maravilhas que eles devem ter.

Principalmente porque não há muita informação disponível na Internet sobre Clepsidras e o que ela existe, não consigo ver na íntegra.

Ler